Evolução da pró-socialidade humana

(em construção eterna)

A medida que for lendo, vou acrescentando informações 🙂

O Homo erectus de 1,5 milhões de anos atrás, no Quênia (próximo ao lago Turkana, um dos mais salgados do mundo), seria bípede e viveria em grupo¹.A hipótese mais aceita, atualmente, sobre a teoria da evolução humana, baseada em registros fósseis e estudos filogenéticos, acredita que os hominídios mais antigos (Homo erectus, Homo florensis e Homo habilis) e o Australopithecus foram contemporâneos (fonte)

Pensemos: os hominídios ancestrais são menores do que nós (assim como foi lindamente exposto pelo museu de ciências naturais de Londres²), nós não tínhamos (aparentemente) ferramentas robustas de defesa (se tivemos, chegamos ao caos total a ponto de quase nada sobrar e aqui estaríamos tentando não chegar a outro caos total) e os outros animais predadores da época provavelmente eram bem maiores (citar exemplos), então como poderia um hominídio sobreviver aos predadores enquanto caçava, dormia, etc? Animais com maior força física, com veneno ou com mandíbula potente são, geralmente, solitários. Não, não pertencemos a nenhum desses três grupos. Mas temos nossas mãos, nossa língua, e muita capacidade de empatia. Entra em jogo a teoria da evolução humana através da sociabilidade. Será que nossos ancestrais tinham empatia?

Certamente, se andávamos em grupos (vou usar a conjugação do “nós” muitas vezes, afinal derivamos dos hominídios, inclusive dos neandertais³), provavelmente nos preocupávamos uns com os outros. As variações culturais que forneciam a um determinado indivíduo algum sentimento de grupo mais forte provavelmente favoreceu a sobrevivência desse indivíduo. Mas a explicação está incompleta, certo? Pois, se uma pessoa se solidariza com outra, e esta não lhe corresponde, então qual é o ganho?  Provavelmente, concomitantemente à evolução do sentimento ingroup (através de características semelhantes, talvez, que podem indicar relação biológica), foi se desenvolvendo os diferentes níveis de teoria da mente e, ao longo do tempo, teríamos aprendido a identificar os free-riders (corredores livres, isto é, aquelas pessoas que não reciprocam, ou são individualistas demais para enxergar além de seu próprio umbigo\benefício), e assim, evitaríamos perder aptidão e sobreviveríamos mais, tal como seria para as pessoas que vivem em condição socioeconômica baixa (fonte sobre classe e identificação do que os outros estão pensando e sentindo; e mais sobre a utilização da classe social como modelo histórico ambiental da evolução dos hominídeos).

O desenvolvendo dessas habilidades sociais pode ter evoluído por seleção natural, epigeneticamente ou culturalmente. Ou através de uma mistura de tudo. Os que já tinham a capacidade de socializar sobreviveram mais, os quais podem ter desenvolvido melhor sua capacidade de se colocar no lugar do outro com as experiências diárias. E isso pode ter silenciado ou expressado algum conjunto de genes que pode ter sido transmitido para seu descendente, e além disso, a transmissão cultural de normais sociais também pode ter acontecido. (mais sobre isso)…..

(contextualizar..) O que o Homo erectus estava fazendo nesse momento em que deixou as pegadas? Através do google Earth, vê-se que esse sítio arqueológico na vila de Ileret fica na parte de baixo do rio Turkana. Será que eles iam até o rio para pegar água? Ou moravam ali? E por que as pegadas ficaram gravadas? Pelas demarcações dos sítios, parece que eles viviam ali. Era uma comunidade? Faz sentido eles estarem próximos à agua. Mas onde estavam antes disso (de onde vieram)?

Respiração…

Poder de defesa versus sociabilidade da espécie…

 

 

  1. http://www2.uol.com.br/sciam/noticias/homo_erectus_andava_como_nos.html
  2. http://www.nhm.ac.uk/visit/galleries-and-museum-map/human-evolution.html
  3. http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/02/160218_humanos_neandertais_tg
  4. https://en.wikipedia.org/wiki/Lake_Turkana
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s